B’nai B’rith Brasil prestigia lançamento de filme em Curitiba

No último dia 10 de março, o Centro Israelita do Paraná (CIP) e a B’nai B’rith Paraná promoveram a avant-première do filme “O Despertar de Solomon”.

No lançamento, a comunidade israelita lotou o auditório do CIP, com mais de 300 pessoas, contando com o prestígio das presenças do presidente nacional da B’nai B’rith, Abraham Goldstein e esposa Irene; da presidente da B’nai B’rith São Paulo, Zeila Sliozbergas; e Lia Bergmann, assessora de Direitos Humanos e Comunicações da B’nai B’rith do Brasil, que foram recepcionados pela presidente da B’nai B’rith Paraná, Ester Proveller.

O ingresso para o público foi a doação de leite em pó ou fraldas infantis, em prol do Hospital Pequeno Príncipe — para o qual a Loja Chaim Weizmann, da B’nai B’rith de Curitiba desenvolve um trabalho, através do Projeto Tikun Olam.

A história do filme, com temática judaica, é baseada em um conto de Leon Knopfholz do livro premiado “Silentes Confissões”, adaptado por Thais Soler ao cinema. Knopfholz, que já presidiu a B’nai B’rith Paraná, foi influenciado pelos textos do prêmio Nobel de Literatura Isaac Bashevis Singer, cuja obra aborda questões universais em contexto judaico, adaptando a situação para Curitiba.

Em seguida à apresentação do filme houve um debate com a plateia, com a participação do ator Luciano Szafir, do autor Leon Knopfholz, do produtor do filme, Marcos Cordioli e do diretor de cinema André Farias, além de outros atores.

No debate, o diretor salientou: “É uma obra de amor e fé”, sobressaindo nesse cenário de violência e ódio em que vivemos. Ressaltou ser pequena a presença da cultura e tradição judaicas no cinema brasileiro, ao contrário da forte presença judaica na história e na construção do Brasil. Knopfholz destacou o profissionalismo e a dedicação de Szafir, que por sua vez contou como foi desafiador rodar o filme todo em 14 dias. Entusiasmados, relataram que o média metragem de 52 minutos já está inscrito em 72 festivais de cinema.

O presidente nacional da B’nai B’rith Abraham Goldstein considera que ao passar seu conto para um filme Leon nos dá uma lição de esperança na fé. O protagonista vai da bondade à rejeição e despois ao Despertar. “Vale a pena assistir e refletir sobre a mensagem que nos transmite”.

“A todos que participaram da confecção do filme: diretor, artistas e figurantes, os nossos parabéns. À Loja Chaim Weizmann, sob a presidência de Ester Proveller, parabéns pelo apoio. Esperamos poder promovê-lo aqui em São Paulo também”.

O filme teve colaboração financeira do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), administrado pelo BRDE, e recursos geridos pela ANCINE (Agência Nacional de Cinema). O projeto foi realizado com o apoio do Fundo Municipal da Cultural, Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba.

PROGRAMAÇÃO

O presidente da B’nai B’rith do Brasil Abraham Goldstein na sexta-feira, 9, teve um encontro com o empresário Miguel Krigsner, presidente da Casa de Cultura Beit Yaacov, mantenedora do Museu do Holocausto e com o coordenador do Museu, professor Carlos Reiss, aos quais entregou exemplares dos dois primeiros volumes dos livros da série “Vozes do Holocausto”, projeto do Arqshoah, dirigido pela professora Maria Luiza Tucci Carneiro, e que está entrevistando sobreviventes do Holocausto que refizeram suas vidas no Brasil. Na ocasião, também foram entregues para a biblioteca do Museu livros da Editora Humanitas, relacionados ao Holocausto.

Goldstein, os dirigentes da B’nai B’rith e o ator Luciano Szafir participaram na noite de sexta-feira do Cabalat Shabat na sinagoga Beit Yaacov, conduzido pelo rabino Pablo Berman. Na oportunidade o presidente da BB nacional dirigiu algumas palavras ao público, manifestando sua preocupação com o atual rumo da política do governo da Polônia em relação ao Holocausto. Ao destacar a importância dos preceitos judaicos de Tzedaká e Tikum Olam, Goldstein enfatizou que cada um deve fazer a sua parte para um mundo melhor.

No sábado houve almoço de confraternização com os membros da Loja Chaim Weizmann, de Curitiba, e no período da tarde uma visita ao Hospital Infantil Pequeno Príncipe, com apresentação musical da banda The Knop’s, de Leon Knopfholz acompanhado das cantoras Raquel e Luhanna, esposa de Luciano Szafir. À noite, teve lugar a avant-première do filme “O Despertar de Solomon”, em parceria com a Kehila/CIP e Hospital Pequeno Príncipe.

Szyja Lorber, diretor de Comunicação da B’nai B’rith Paraná.
Lia Bergmann, assessora de Direitos Humanos e Comunicações da B’nai B’rith Brasil.


Encontro dos dirigentes da B’nai B’rith no Centro Israelita do Paraná.
A partir da esquerda, jornalista Blima Lorber, pesquisadora do Arqshoah;
Abraham Goldstein, presidente da BB nacional;
Miguel Krigsner, presidente da Casa de Cultura Beit Yaacov;
Ester Proveller, presidente da BB Paraná;
e o coordenador do Museu do Holocausto de Curitiba, Carlos Reiss

Almoço de confraternização dos irmãos de São Paulo com os da Loja Chaim Weizmann,
da B’nai B’rith Paraná, no Restaurante Scuderia, em Curitiba

Visita às instalações do Hospital Pequeno Príncipe.
A partir da esquerda, Ester Proveller,
presidente da B’nai B’rith Paraná, Zeila Sliozbergas, presidente da B’nai B’rith São Paulo;
Lia Bergmann, assessora de Direitos Humanos e Comunicações da B’nai B’rith do Brasil;
jornalista Szyja Lorber, da BB Paraná;
Abraham Goldstein, presidente da B’nai B’rith do Brasil;
Gilza Strachman, da BB Paraná e voluntária do Projeto Tikun Olam e
Rita de Cássia Cersosimo Lous, orientadora do serviço de voluntários sênior do hospital.


Apresentação musical da Banda The Knop’s no Hospital Pequeno Príncipe,
com participação de Luciano Szafir e sua esposa Luhanna

Grupo da B’nai B’rith, com Luciano e Luhanna Szafir e Banda The Knop’s
após a apresentação para as crianças no Hospital Pequeno Príncipe

Com o autor, atores e diretor do filme “O Despertar de Solomon”,
na noite da avant-premiére no Centro Israelita do Paraná

Doações arrecadadas na pré-estreia do filme “O Despertar de Solomon” foram
entregues ao Hospital Infantil Pequeno Príncipe pela presidente da B’nai B’rith Paraná,
Ester Proveller e por Isac Weishof, do Centro Israelita do Paraná.
Somaram 23 pacotes de fraldas descartáveis, 240 kg de leite em pó e R$ 600,00 em dinheiro.

 

Veja também

Convenção da Conib ganha brilho filosófico com presença de Bernard-Henri Lévy

De 23 a 25 de novembro, a Confederação Israelita do Brasil (Conib) promoveu em São …