Autores judeus conquistam Prêmios de Literatura

O escritor israelense Amós Oz foi aquinhoado na Alemanha, com o prêmio Siegfried Lenz, no valor de 50 mil euros. O júri escolheu Oz por causa de sua bem sucedida fusão em sua obra de história contemporânea e destino particular, bem no estilo do que Lenz propugnou.

Na França, o Prêmio Femina para obra em língua não-francesa traduzida ao francês foi atribuído à escritora israelense Zeruya Shalev pelo seu livro Sheerit hachaim. É a primeira vez que uma autora israelense recebe este prêmio.

Saiu a lista dos autores e livros indicados para o Prêmio Sapir, o principal prêmio literário de Israel. Um dos indicados é o escritor Nir Baram pelo seu romance mais recente, Tsel olam. Baram esteve recentemente no Brasil para lançar a tradução do seu Boas Pessoas.

Hoje, Lea Aini, outra das indicadas, receberá o Prêmio Neumann de literatura.

O autor francês David Foenkinos acaba de ser aquinhoado com o Prêmio Renaudot 2014 pelo livro Charlotte que se baseia na vida da artista judia-alemã Charlotte Salomon, morta em Auschwitz aos 26 anos de idade.

Veja também

Instituto Weizmann de Ciências oferece bolsas de estudos para alunos brasileiros estudarem em Israel

Até 25 de fevereiro os futuros cientistas devem se inscrever. É preciso ter terminado o …