A lição de Sucot: quatro espécies para serem usadas em conjunto

Sucot: Véspera,1-2 dia – 4/5/6 de Outubro-14/15/16 Tishrei
Chol Hamoêd: 7/8/9/10 de Outubro – 17/18/19/20 de Tishrei
Hoshaná Rabá: 11 de Outubro – 21 de Tishrei
Shemini Atsêret: 12 de Outubro – 22 de Tishrei
Simchá Torá: 13 de Outubro – 23 de Tishrei

Lembrando que todas as datas começam na véspera ao anoitecer.

Nem bem acabamos de ouvir o toque do Shofar ao final de Yom Kipur e partimos a procura de galhos de Ciprestes e de outros tipos para a cobertura de nossa Sucá,seja particular ou coletiva para os dias em que comemoramos Sucot.

Enfeites artesanais e outros criativos ocupam os nossos jovens. A festa lembra os quarenta anos de andanças pelo deserto rumo à Terra Santa. Sob a orientação de Moisés e de seus sábios.

Este período é sempre motivo de pensamentos e reflexões que fazem parte de nossa história.

Cabe destacar a composição das quatro espécies (Arbaá minim) que unidas devemos balançar nestes dias, da direita para a esquerda. Estas plantam são uma cidra (Etrog), um ramo de tamareira (Lulav), três ramos de mirto (Hadas) e dois ramos de salgueiro.

Elas lembram diferentes personalidades, que unidas podem compor um interessante mosaico.

O saboroso Etrog representa o estudo da Torá, a prática das Mitzvot. O Lulav, da tamareira, não tem fragrância e representa quem conhece as leis, mas não as cumpre. O perfumado Hadas não tem frutos, e se assemelha à pessoa que cumpre as mitzvot. O aravá, que não tem frutos nem fragrância, é o homem em que não segue os ensinamentos e não pratica boas ações. Tudo isto compõe a analogia da historia judaica.

Intercalam-se Chol Hamoed 4 dias, Hoshaná Rabá 1 dia e Shemini Atzêret 1 dia, culminando com Simchá Torá, cada um com seu significado.

Simchá Torá, o encerramento da leitura dos Cinco Livros da Torá e dos Mandamentos. É também o inicio de um novo capítulo (Bereshit), a seguir com o desfile das Torot pela sinagoga e a alegria das crianças, no verdadeiro significado da data: a Alegria da Torá.

Em minhas leituras do Jerusalém Report, de Israel, dá se destaque a sessenta e um titulares de contribuição de cientistas e tecnologias com os quais Israel, este pequeno país, contribui para a humanidade – ”Israel Discoveries and Develoments that Influenced The World”, do Ministério de Ciências e Tecnologia. Muitas vezes em colaboração com os mais renomados pesquisadores do mundo.

São admiráveis estes trabalhos em muitas áreas do conhecimento e que não param de crescer constantemente, se contrapondo às palavras ameaçadoras que pairam sobre a humanidade e ouvimos diariamente.

Que sejamos abençoados pelos dias festivos em harmonia e bem estar.

Chag Sameach, em Shalom,
Ernesto Strauss – Diretor Cultural da B’nai B’rith do Brasil

Veja também

Campanha CHARIDY Fundo de Bolsas Ninguém Fica de Fora

Para o professor Jonathan Sacks, rabino chefe da Inglaterra, “Os judeus sobreviveram, simplesmente, porque devotaram …