36 anos da visita histórica de Sadat a Jerusalém

Em 19 de novembro, há 36 anos iniciava-se a histórica visita do presidente egípcio Anwar el-Sadat ao Estado de Israel, onde permaneceu por três dias. A visita incluiu a sua estada na cidade de Jerusalém, reza na mesquita de Al-Aqsa e ida ao Yad Vashem.

Em 9 de novembro de 1977 Sadat fez um longo discurso aos membros do Conselho Popular do Egito, incluindo a sua intenção de visitar Jerusalém para falar diretamente com os governantes israelenses, o que levou à imediata rejeição de vários países árabes.

Naquele momento já havia negociações secretas, sob a égide dos Estádos Unidos.

Sadat foi recebido com honras de chefe de Estado pelo primeiro-ministro do Likud, Menachem Beguin com quem assinou Acordos de Paz em Camp David.

Em seu discurso histórico no Knesset (Parlamento israelense), falando “da responsabilidade que assumia em nome do povo egípcio, da nação árabe e do  povo palestino, que seu principal dever era esgotar todos os meios e salvar o povo dos horrores de uma vova guerra”, mesmo sabendo do grave risco se Deus Todo poderoso o fizera assumir esta reponsabilidade.

http://itonga.serversur.com/noticias/val/74977/efemerides-36-anos-de-la-visita-historica-de-sadat-a-jerusalem.html

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …

Deixe uma resposta